Varietal é a denominação utilizada para o vinho produzido totalmente ou predominantemente de uma mesma uva. Apesar de sua definição não ser precisa, o conceito surgiu nos Estados Unidos e tem um entendimento diferente em cada região produtora de vinho, como veremos a seguir:

No Brasil, no Chile e nos Estados Unidos, por exemplo, o vinho varietal precisa ter no mínimo 75% da sua composição feita da mesma uva – uva essa que constará no rótulo. Já na Argentina, a proporção sobe para 80%. Países como Itália, França, Alemanha, Áustria, Portugal, Nova Zelândia, Austrália e África do Sul, exigem que o vinho seja feito de 85% de uma mesma uva.

Você sabia? Há vinhos compostos por 100% de uma mesma casta, e nesse caso, o rótulo é chamado de vinho monovarietal.

Qual é a diferença entre vinho varietal, de corte e assemblege?

Considerando a porcentagem de uma mesma uva do vinho varietal, como explicado anteriormente, o vinho de corte é o tipo de vinho feito de diversas uvas. O termo “assemblege” é apenas a sua tradução para o francês, e “blend” para o inglês. Portanto, o vinho de corte, assemblege e blend tem o mesmo significado.

Os sommeliers indicam + dicas de harmonização

Não poderíamos falar de vinho varietal sem recomendar alguns dos nossos melhores rótulos, não é mesmo?

Começando pelo Vinho Apaltagua Reserva Malbec, um rótulo chileno de uvas Malbec, dono de uma cor vermelho rubi claro e brilhante fascinante. No paladar, é médio, redondo, leve e com notas de ameixa e frutas vermelhas. Esse vinho combina com risotos, carne na brasa e carnes de cozimento longo e molhos fortes.

Outro exemplar de vinho varietal é o chileno Vinho Santa Ema Select Terroir Reserva Cabernet Sauvignon, feito de uvas Cabernet Sauvignon. Um rótulo intenso, complexo e envolvente, possui aroma de frutas negras, ameixa preta, pimentão verde, azeitona verde e eucalipto. No paladar, oferece um aveludado notável, algo raro em vinhos nesta faixa de preço. Ou seja, trata-se de um vinho de excelente custo-benefício. Para a harmonização perfeita: carnes vermelhas, pratos condimentados, ensopados, cozidos e queijos.

Temos também o Vinho Balduzzi Viejo Encachao Grand Reserva Carignan. Feito de uvas Carignan, é um rótulo que apresenta coloração rubi profunda e nos aromas destacam-se notas de framboesa e cereja, mesclados com notas tostadas, tabaco e especiarias como pimenta do reino e alcaçuz. Encorpado, robusto, com taninos firmes, bom frescor e final de boca persistente, é a escolha perfeita para uma noite especial, de apreciação do prato e da bebida. Harmoniza com todos os tipos de carnes, principalmente as grelhadas, além de queijos fortes e cremosos.

Por fim, temos o Vinho Piuma Primitivo Di Manduria. De cor rubi intensa, com bordas violáceas, seus aromas de cereja, groselha e especiarias são irresistíveis. É uma sugestão excelente para ser servido com carnes e massas.

Que tal experimentar as particularidades de um vinho varietal? Conte com a Lovino para conhecer os melhores rótulos do mundo – na teoria e no paladar!