Se você já se confundiu, não se preocupe, é bastante natural. Para isso nunca mais acontecer, elaboramos um artigo simples e esclarecedor sobre a diferença entre frisante, espumante e champagne, e claro: com indicações de rótulos mais que especiais para você aprender na prática! Vamos ao assunto de hoje?

Pois bem! Ao contrário do que acredita o senso comum, que classifica como “champagne” qualquer bebida que borbulhe, há diferenças básicas entre os três tipos de bebida: frisante, espumante e champagne. Vejamos um a um!

Vinho frisante

O vinho frisante tem menos gás – e não tem espuma. No que diz respeito à porcentagem de gás natural da fermentação da uva, por exemplo, a bebida tem 50% a menos em comparação ao gás dos espumantes. O vinho frisante também só fermenta uma vez! Se você já ouviu falar em “lambrusco”, saiba que se refere ao mais famoso frisante do mundo! Ele é produzido exclusivamente na Itália.

Espumante

Essa versão da bebida vem do vinho fermentado, só que da segunda fermentação natural do vinho. Lembra que o frisante só fermenta uma vez? Pois o espumante origina-se da segunda. Neste caso, não há adição artificial de gás carbônico. Diferentemente dos lambruscos, os rótulos de espumante são produzidos em praticamente todos os países do mundo, embora a maioria seja feita na França.

Champagne

Por fim, temos o famoso e elegante champagne, que apesar de ser um tipo de espumante, ele difere dos demais por ser exclusivamente elaborado na região de Champagne, situada a 150 quilômetros de Paris. É como os lambruscos, só que francês.

O champagne é uma bebida de produção mais complexa, envolve diversas etapas. E éfeito de uvasChardonnay, PinotNoir e Pinotmeunier, cultivadas em condições muito específicas. Aliás, não só o cultivo é singular, como todo o processo até chegar ao paladar do consumidor.

Maturação e açúcar

Conheça os tipos de doçura dos espumantes e champagnes!

  • Extra Brut– até 6g/L
  • Brut– 6a 15g/L
  • Extra Dry– 15 A 20g/L
  • Dry– 20 a 30g/L
  • Demi-Sec– 30a 50g/L
  • Doce/Doux – mais de 50g/L

Agora que você já sabe as particularidades de cada tipo, diferencie no paladar o frisante, o espumante e o champagne!Confira os rótulos que nossos especialistas selecionaram:

Seleção de vinhos frisantes

Temos duas sugestões especiais! A primeira é o italiano Frisante Giacondi Lambrusco Bianco. Com sua cor amarelo palha, tem sabor bastante doce, fresco e equilibrado. De safra 2018, acompanha com perfeição sobremesas à base de frutas, carnes vermelhas, charcutaria e queijos curados.

Já a segunda é o Frisante Podere Ca’Bianca Amabile, safra 2018, um autentico lambrusco – ou seja, um vinho varietal, sabe o que é? De um vermelho rubi, límpido e consistente, oferece uma bela espuma roxa, compacta e viva. É ideal para acompanhar queijos e carnes.

Sugestões de espumantes

Agora é hora de provar nossos maravilhosos espumantes. Separamos três rótulos especiais. Começamos pelo Espumante Jaume Serra Brut, um espanhol da região da Catalunha. Com sua cor amarelo palha brilhante e borbulhas finas, possui aromas de frutas brancas, peras e notas florais. Tem acidez agradável e médio corpo. É um espumante refrescante e frutado.

Nossa segunda opção é o Espumante Platino Pink Flowery Moscato, um de nossos rótulos favoritos. Possui uma bela cor rosa claro, de sabor doce, leve,cremoso e com baixa sensação de álcool. O frescor que oferece é inesquecível! Nos aromas se destacam notas de flores brancas e frutas vermelhas, como framboesa e morango.

Por fim, temos o espanhol Espumante Faustino Cava Brut Reserva, um rótulo de Chardonnay seco, mineral, de acidez suculenta e aromas cítricos. De safra 2018, possui notas frescas de melão. Que tal? É mesmo irresistível.

Opções de champagne

Não há nada como saborear um autentico champagne! Viva a experiência com uma de nossas duas sugestões. A primeira é o Champagne Canard Duchêne Brut Reserve Limited Edition. O tom dourado claro enche os olhos e o olfato se satisfaz com o aroma de fruta fresca. Muito refrescante e bem equilibrado, acompanha com perfeição peixes cozidos em molho ou carne delicada como vitela.

Já a segunda, é o Champagne Canard Duchêne Brut Rosé. Refinado e elegante, possui tonalidade levemente rosada e belo acabamento perolado com bolhas finas. Os aromas intensos de frutas frescas têm predominância de morango e framboesa. Já o sabor é de frutas vermelhas. Harmoniza muito bem com carne branca preparada no grill. Foi fácil de entender, não é mesmo? Agora conte para nós: por qual de nossas sugestões você começará suas aulas práticas?