Feito a partir da fermentação das uvas, o vinho tem ganhado cada vez mais espaço na rotina do brasileiro e carrega consigo rica história, além de enorme quantidade de sabores, tons, notas, cores e aromas.

Apesar do ritmo crescente, o consumo de vinhos no Brasil ainda é discreto se comparado a outros países mais tradicionais no mercado. O consumo per capta no Brasil em 2020 foi de 2,6 litros; já em Portugal, líder do ranking, foi de 51,9 litros por pessoa.

Devido a sua versatilidade, o vinho pode ser servido nas mais diversas situações, desde um almoço, happy hour ou jantar, além de incrementar momentos de puro relaxamento, a sós ou acompanhado, sendo fundamental também para criar atmosferas específicas, como as de sedução e romantismo.

Um pouco da origem e da história do vinho

Pintura de pessoas colhendo e amassando uvas com os pés.

No Brasil, o Dia Internacional do Vinho é comemorado no primeiro domingo de junho. Em escala mundial, no entanto, o dia escolhido é o 19 de maio. Quanto a sua origem, de acordo com estudos históricos, provavelmente o vinho começou a ser produzido a partir de 6.000 a.C, quando o homem passou a cultivar alimentos e a criar animais – ou seja, quando passou a fincar raízes, deixando de lado o nomadismo.

Desse momento em diante o consumo de vinho começou a se espalhar pelas mais diversas civilizações, sendo que as primeiras aparições em fósseis aconteceram na região do Cáucaso e na Armênia. O Antigo Egito, por sua vez, já foi um dos principais polos de expansão do vinho, assim como Grécia e Roma, posteriormente.

Já no Novo Mundo, o vinho chegou às Américas por meio incomum, o religioso. Mudas de uvas viníferas foram trazidas para o continente por missionários a fim de serem usadas em rituais religiosos. Enquanto isso, na Europa, a produção já era firme, mesmo entre altos e baixos.

Um pouco sobre o consumo de vinho no Brasil

Garrafas de vinho em uma adega.

Apesar de o Brasil ocupar posição ainda modesta no ranking de consumo, há razões por trás desse “atraso” – e poderemos falar disso em outro artigo.

Curiosamente, hoje, quando permanecemos no contexto da pandemia, o consumo dos vinhos tornou-se muito bem-vindo. Apesar de ainda estar associado a contextos casuais, o consumo domiciliar está crescendo e parte disso é devido a marcas que estão trabalhando para levar bons vinhos a preços justos à casa das pessoas.

É incrível conhecer um pouco mais sobre a história dessa bebida que está tão presente no nosso dia à dia, né? Nós da Lovino vivemos e respiramos essa essência todos os dias. Vinho é o quê nos move! Venha conhecer mais no nosso site! Estamos te esperando.